1º - Escolha o Resort por país ou pelo estilo de viagem que você quer fazer.

Se você não está acostumado a viajar para estações de ski e snowboard, ou é do time dos que deixam tudo para a última hora, esse passo a passo certamente irá te ajudar.
Entendemos que o momento não é de viajar, mas sabemos que uma viagem começa muito antes da compra da passagem, sendo assim, aproveite para já sonhar com seu próximo destino. E que o seu embarque seja muito em breve!
Ao ler sobre os Resorts de inverno e seus países, ajuda passar o tempo e a relaxar, então aproveite estes momentos e viaje pelo mundo!

1º Faça uma lista de alguns lugares que você gostaria de conhecer
Sonhar com alguns destinos ajuda muito a ter foco na hora de colher informações e buscar promoções. Ter alguns prediletos em mente faz a gente ficar atento.

2º Comece a colher informações sobre os seus destinos favoritos
Esse é um dos momentos mais prazerosos na hora de selecionar o Resort. Colher informações sobre as pistas, meios de elevação e as principais atrações do local e tudo o que ele oferece é muito importante, pois serão fatores decisivos na sua escolha. Anote tudo, e busque dicas em guias de destinos, blogs de viagem, vídeos e, claro, converse com todos os amigos que já estiveram por lá. Quanto mais informações você tiver, melhor!

 
 
 
 
 
 
 
 
 

2º - Definindo a data e o número de dias da sua viagem pelo clima.

Uma semana é o ideal em uma estação de ski ou snowboard. E se você planeja visitar outros locais nesta mesma viagem, recomendamos fazê-lo antes da semana de ski. Para definir o período da viagem (mesmo que aproximado), use como base as informações de períodos e temporadas (alta, média ou baixa). Verifique também nos sites dos Resorts que você selecionou, se existe algum feriado, evento ou campeonato agendado para aquela data.

No Hemisfério Sul a temporada começa no final de junho, e termina no início de outubro. Os valores variam da seguinte forma:

Final de junho – baixa temporada
1ª quinzena de julho –  média temporada
2ª quinzena julho – alta temporada
Agosto – média temporada
Setembro – baixa temporada

No Hemisfério Norte  a temporada começa no final de novembro, e termina no final de abril. Os valores variam da seguinte forma:

Entre Novembro e Dezembro – baixa temporada
Natal e Reveillon – altíssima temporada
Janeiro – média temporada
Entre Fevereiro e Março – alta temporada
Entre Março a Abril – baixa temporada

 

3º -Avalie os custos da viagem e os tipos de hospedagem.

É preciso avaliar com bastante atenção o que está incluído nos valores pesquisados, em qualquer viagem para estações de inverno você irá precisar de:
• Passagem aérea
• Transporte do aeroporto até o Resort (ida e volta)
• Hospedagem
• Alimentação
• SKI PASS
• Equipamentos
• Aulas
• Seguro viagem

Portanto, quando for comparar o valor de um destino em relação a outro, certifique-se de que ambos orçamentos incluem as mesmas coisas. Se, por exemplo, um deles não inclui refeições, procure saber quanto custariam estas refeições no local, e some tudo.

 

4º - Pesquise como sair do aeroporto e também defina o meio de transporte durante a viagem.

Reserve um tempo extra para atrasos típicos do inverno
Não deixe que a neve atrapalhem suas férias. Faça suas reservas com uma folga de horário entre um voo e outro. Cuidado também em marcar compromissos importantes durante ou próximos ao final da viagem. Afinal, estamos no inverno, neva, e as condições climáticas causam fechamento de aeroportos, atrasos e voos, as estradas ficam mais lentas, e você irá se aborrecer sem necessidade.

È por isso que recomendamos o planejamento da viagem com antecedência, e inclua um tempo adicional nas conexões durante o inverno. Reservar voos sem escalas é o ideal, mas se não tiver alternativa, de preferência as rotas com o menor numero de escalas possível. Além disso, é muito importante fazer todas as reservas com a mesma companhia aérea, porque se algum voo atrasar, e você perder a conexão, toda a responsabilidade fica por conta da companhia aérea.

Se apresentar para o check-in no aeroporto com bastante antecedência, é sinônimo de tranquilidade. Não esqueça de comprar o seguro viagem, pois é ele que irá reembolsá-lo, caso ocorra algum destes imprevisto.

Como ir do aeroporto até o Resort
Existem várias opções de transporte entre os aeroportos e os resorts. Todos os resorts informam em seus sites as diversas maneiras de como chegar, de forma rápida e confortável.

5º - Confira a documentação, vistos e vacinas necessárias para viajar.

Passaporte e visto são fatores que limitam a escolha de destinos de muita gente. Apesar de alguns destinos na América do Sul, basta apenas o RG, o inverno é de junho a setembro. Tirar o passaporte é bem fácil, e não precisa ter uma viagem marcada para emitir. Alguns destinos do mundo exigem dos viajantes, vistos e vacinas. Verifique se esse é o caso.

 

6º - Faça um seguro viagem.

Escolha uma ou mais pessoas para saberem os seus passos
Deixe sempre uma pessoa de confiança a par dos seus passos. Envie para pessoa dados da reserva de hotel, das passagens aéreas, e itinerário básico da viagem. Peça também para ela entrar em contato com serviços que possam localizá-lo caso você deixe de respondê-la por qualquer motivo. Dê preferência a pessoas desenroladas e que, em caso de viagem ao exterior, falem pelo menos inglês. Não custa nada e pode ser essencial em uma emergência.

Tenha cópias dos seus documentos e deixe tudo disponível online
Não é raro perder documentos ou ser furtado durante uma viagem. Ter cópias do passaporte, carteira de motorista, identidade, seguro viagem, passagens, ingressos e reservas de hotéis é um cuidado extra que evita maiores dores de cabeça em caso de um incidente inesperado. Procure ter cópias dos seus documentos tanto em papel quanto online. Assim você terá acesso aos números e informações necessárias em caso de extravio.

 

7º - Fazendo as malas, o que levar?

Todo Resort aluga equipamentos:

  • para esquiar (esquis, botas, bastões e capacete)
  • para prática de snowboard (prancha, botas e capacete)

Mas nem todos alugam os acessórios (roupas, luvas e óculos de neve – goggle).

É importante se informar antes, e caso não haja disponibilidade, será necessário comprar os acessórios. Nos Resorts existem lojas que vendem de tudo.

 

7º - Fazendo as malas, o que levar?

Todo Resort aluga equipamentos:

  • para esquiar (esquis, botas, bastões e capacete)
  • para prática de snowboard (prancha, botas e capacete)

Mas nem todos alugam os acessórios (roupas, luvas e óculos de neve – goggle).

É importante se informar antes, e caso não haja disponibilidade, será necessário comprar os acessórios. Nos Resorts existem lojas que vendem de tudo.

 

8º - Monte um dia a dia da viagem, reservando os primeiros dias para aulas de ski ou snowborad.

Praticamente, todos os Resorts de inverno possuem escola de ski e snowboard para crianças e adultos. As escolas, geralmente ficam próximas às pistas.

Duas horas por dia, nos primeiros três dias, farão uma diferença incível.

 

9º - Hashtag, APP's e Promoções.

  1. Siga algumas hashtags e perfis sociais sobre o seu destino
  2. Baixe apps de viagem e sobre o seu destino
  3. Se você não abre mão de ficar por dentro das novidades gastronômicas, alguns destinos oferecem apps bem eficientes.
 

9º - Hashtag, APP's e Promoções.

  1. Siga algumas hashtags e perfis sociais sobre o seu destino
  2. Baixe apps de viagem e sobre o seu destino
  3. Se você não abre mão de ficar por dentro das novidades gastronômicas, alguns destinos oferecem apps bem eficientes.
 

10º - Tudo pronto para sua viagem. Agora é só embarcar e curtir a never.

EN PT ES

Inscreva-se e faça parte da nossa Newsletter

Seus dados estão totalmente protegidos

MUITO MAIS PRÓXIMO DA NEVE.

DEMAIS,
ESTAMOS CONECTADOS!

FIQUE DE OLHO NO SEU E-MAIL SEMANALMENTE.